A primeira inserção na Bélgica

Terça-feira, 16 de fevereiro. Pela primeira vez, os doutores Piet Hoebeke e Anne-Françoise Spinoit têm testado uma prótese ZSI 100 FTM em uma faloplastia realizada no Universitair Ziekenhuis (Hospital Universitário), em Ghent, na Bélgica, antes do lançamento mundial desta nova geração de próteses desenhadas para pacientes transgênero FTM.

O teste de inserção foi um sucesso. Antes de começar, uma prótese peniana Ambicor (AMS) foi removida devido a uma falha mecânica. O Dr. Piet Hoebeke dilatou a faloplastia até 24 CH usando um dilatador Hegar. A prótese peniana ZSI 100 FTM foi reduzida de 16 cm para 13,5 cm para adaptar o seu comprimento à faloplastia e foi introduzida facilmente.

Fixar a placa proximal também foi fácil: havia lugar suficiente no osso pélvico. O Dr. Piet Hoebeke também testou a inserção da ZSI 100 FTM sem a glande. Com muita facilidade, esculpiu a ponta distal, feita de silicone, para lhe dar uma forma redonda, e para a prótese se adaptar à faloplastia fibrótica. Mais uma vez o resultado foi um sucesso. Confirmou-se que a inserção da prótese peniana maleável ZSI 100 FTM é um trabalho simples.

Sobre o Dr. Piet Hoebeke:

O Dr. Piet Hoebeke é chefe do Departamento de Urologia do Hospital Universitário, em Ghent, na Bélgica. As especializações do Dr. Hoebeke incluem urologia pediátrica e reconstrução urogenital em geral.

O Dr. Hoebeke é ativo em várias equipes multidisciplinares, incluindo a equipe DSD para doenças congênitas do desenvolvimento sexual e a equipe de gênero para o tratamento de pacientes com disforia de gênero.

Visite o site da ZSI: https://www.zsimplants.ch/

 

A ZSI é o único fabricante europeu de esfíncteres urinários artificiais e de próteses penianas maleáveis ​​e hidráulicas como soluções para problemas urológicos masculinos (a incontinência), problemas sexuais (a impotência) e a identidade de gênero (próteses para homens trans e mulheres trans).

Related Posts

Leave a comment